Banhista morre afogado em praia de Itacaré.

Um Turista de Brasília veio a óbito por afogamento na tarde desta quinta-feira (18), na Praia do Resende em Itacaré, a  vítima Cleiton Ribeiro, 37, natural de Brasilia, estava a passeio na cidade. E segundo informações, se afogou após tentar salva sua companheira que estava se afogando.

No momento do afogamento, não havia nenhum salva-vida na praia, uma das mais movimentadas da cidade, e segundo informações de ambulantes, hoje em especial o único salva-vida de plantão só trabalhou até as 11:30hs e não retornou mais. Ainda segundo os ambulantes, um salva-vida que momento estava de plantão na praia da Tiririca, que fica ao lado, foi acionado, porém disse que não poderia, e que a outra praia não era sua área. Por sorte um vendedor ambulante entrou na água, e com ajuda de surfistas resgatou a moça e retirou Cleiton do mar ainda com vida, porém o banhista não resistiu e veio a óbito.

No ano passado quatros salva-vidas que deveriam estar de plantão após morte de um turista na mesma praia, e também não estavam trabalhando na hora do afogamento foram suspensos de realizar suas atividades, até o possível  “fim” daquele inquérito. Onde foi constatado e confirmado grave a falha da equipe. Um ano depois nada aconteceu, mais um turista veio a óbito em horário de trabalho, e pelo que tudo indica também ficará impune. Assim também como o responsável geral pelos salva-vidas em Itacaré, que segundo informações, já algum tempo não vinha fiscalizando a pratica de “sair mais cedo” de alguns salva-vidas, mesmo sabendo que não tinha terminado a sua carga horaria diária.

Esse é o terceiro afogamento com morte em uma praia de Itacaré em um ano, ou outro aconteceu no ano passado na própria praia Resende, e na do Costa a poucos metros dali e ambos por falta de salva-vidas nos locais.


Comentários

Uma Resposta para “Banhista morre afogado em praia de Itacaré.”

  1. Ludmilla

    Pela falta de salva vidas, a familia dele e a da minha irma que foi salva, esta totalmente arrasada. Descanse em paz, Kleiton, salvou a vida da minha irmã.

Os comentários estão fechados.