A braçadeira de capitão sempre lhe caiu bem. Porte esguio, olhar penetrante, personalidade marcante. Não tinha jogador que não ouvisse com atenção suas observações, seus conselhos ou, na pior das hipóteses, suas broncas. Nem Pelé escapava, e foram muitas as vezes em que precisou até baixar a cabeça. Mas não era só isso. Habilidoso, clássico, desarmava com estilo, saía jogando com elegância. E foi essa lenda, esse grande capitão, que o futebol brasileiro e o mundo perderam nesta terça-feira, aos 72 anos. Morreu na manhã desta terça-feira, no Rio de Janeiro, vítima de enfarte fulminante, Carlos Alberto Torres, atualmente comentarista do SporTV. Nome e sobrenome de craque. O homem do tricampeonato mundial em 1970, que beijou e levantou a Taça Jules Rimet. O pai de Andrea e de Alexandre Torres, zagueiro que atuou no Fluminense e no Vasco. O Capita, como era carinhosamente chamado.

Casado três vezes – uma das esposas foi a atriz Terezinha Sodré -, o capitão do tri, que também foi vereador no Rio, de 1989 a 1993, pelo PDT, estava em casa jogando palavras cruzadas quando passou mal, na Barra da Tijuca. Ainda foi levado para o Hospital Riomar, onde chegou por volta das 11h (de Brasília) com parada cardiorrespiratória, mas as tentativas de reanimá-lo foram em vão. O detalhe é que Carlos Alberto tinha um irmão gêmeo, Carlos Roberto, falecido há um mês. O enterro será na manhã de quarta, no Cemitério de Irajá, na Zona Norte do Rio.

– Tudo foi feito, mas não teve reanimação. Foi provavelmente um infarto agudo do miocárdio. Algumas vezes obtemos êxito. Teríamos condições de reanimar com procedimento, mas ele não nos deu essa chance. Ele já tinha algumas doenças que poderiam levar a esse fato. Sem contar a idade, 72 anos. Chegou acompanhado da esposa, desacordado, sem nenhuma resposta e sem sinais de vida naquele momento. As manobras foram adotadas naquele momento, mas não obtivemos resposta. É lamentável – disse o médico Marcelo Meucci.

(Globo Esporte)


O atacante Vitinho está em alta e também anda cobiçado. Horas após a vitória do Internacional sobre o Flamengo, por 2 a 1, o empresário do jogador, Miguel Góes e o pai do atleta, Rinaldo Santos, jantaram com o presidente do Rubro-Negro, Eduardo Bandeira de Mello ainda em Porto Alegre (RS). A informação foi divulgada pelo Globoesporte.com e confirmada pelo LANCE!. O camisa 11 tem contrato com o clube gaúcho somente até o fim deste Brasileiro e pertence ao CSKA até maio de 2020. O futuro dele é incerto, mas há uma tendência de volta à Europa.

Vitinho vem sendo o grande destaque do Inter nesta temporada, com sete gols neste Brasileiro. A valorização do jogador deve fazer com que o CSKA (RUS) negocie o atacante em definitivo. Outra opção é voltar a contar com ele no elenco. Neste momento, um novo empréstimo é visto como uma possibilidade mais distante. Em 2013, os russos adquiriram os direitos econômicos do brasileiro, junto ao Botafogo, por dez milhões de euros (hoje cerca de R$ 35 milhões).

Em situação delicada no Brasileiro, o Internacional ainda não se manifestou sobre o provável interesse de contar com Vitinho por mais tempo. O jovem de 23 anos foi o destaque da vitória conquistada sobre o Flamengo no domingo, no Beira-Rio, com um gol e ótima movimentação. (Lance Net)


Vanderlei Luxemburgo foi demitido em junho do Tianjin Quanjin, time da segunda divisão chinesa. Sem conseguir brigar pelo acesso à elite local, acabou substituído por Fabio Cannavaro. Em participação no programa Bem, Amigos, o técnico brasileiro deu sua opinião sobre o desempenho ruim e culpou problemas internos com um empresário local, ex-jogador do clube, como responsáveis pela falta de resultados positivos.

“Deu errado logo de cara. Os chineses que me contrataram aqui são pessoas sérias, me levaram para lá e mandaram eu montar toda a estrutura, com construção de estádio, centro de treinamentos. Só que quando eu cheguei lá, encontrei um grupo liderado por um ex-jogador, que era um grupo que se envolvia com outros empresários. E eu no meio do caminho com toda minha comissão técnica. Ele com muito mais força, porque esse jogador tinha acabado de parar de jogar e (estava) envolvido com algumas coisas ruins do futebol chinês. Até apareceu aqui no Brasil algumas coisas de apostas”, afirmou o treinador.

Segundo Luxemburgo, o ex-jogador em questão “queria ter feito as contratações” do Tianjin. “Ele começou a me boicotar”, acusou o treinador.

Resultados arranjados?

Luxemburgo não mediu palavras na hora de criticar a corrupção constatada por ele no futebol chinês. Segundo o treinador brasileiro, a segunda divisão do Campeonato Chinês estava definida “para entregar o jogo”, com a conivência dos dirigentes.

“A conversa lá é paralela. Estou dizendo o que o meu presidente (Shu Yuhui) falou para mim. No segundo turno, nós tínhamos que avançar porque ‘os jogos estão todos prontos'”, explicou o treinador, atualmente sem clube.

“Nos anos anteriores, um monte de gente foi presa (na China). Para o futebol chinês avançar, precisa parar com a corrupção dentro do próprio futebol chinês”, declarou também. Eu queria voltar à china, porque acho que a China é o futuro do futebol. Chegar lá e pegar um time na primeira divisão é fácil, mas eu queria marcar um espaço dentro do futebol da China”, acrescentou. (Uol Esportes)


Chegou a fim a ‘Era Vagner Mancini’ no Vitória. O treinador não resistiu a derrota para o Flamengo, na noite deste sábado (10), no Barradão, e não é mais comandante do Leão. Mancini deixa a equipe na 18ª colocação, dentro da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. A diretoria do Vitória ainda não anunciou o nome do substituto que terá a missão de comandar o time diante do Internacional, na próxima quinta feira, no estádio do Beira Rio.

Essa foi a segunda passagem de Vagner Mancini pela Toca do Leão. Contratado no ano passado após as eliminações no Campeonato Baiano e Copa do Nordeste, o treinador conseguiu arrumar a casa e conquistou o acesso à primeira divisão. Este ano, Mancini conquistou o Campeonato Baiano ao derrotar o rival Bahia na decisão. Porém, ele acumulou eliminações na Copa do Brasil e Copa Sul-Americana e vinha sofrendo pressão por conta dos resultados negativos no Brasileirão.

“O profissional Vagner Mancini, que está conosco desde o ano passado, tem o meu respeito por tudo que realizou no ano passado, não é mais o treinador do Esporte Clube Vitória. Nos próximos dias a direção vai anunciar os próximos passos em razão das reuniões que teremos para definir os rumos do futebol profissional”, explicou o diretor de futebol Anderson Barros.


Além de dizer a famosa frase “Vão ter que me engolir”, um vídeo revelado neste domingo mostra o capitão da seleção brasileira discutindo com alguns torcedores após o jogo contra a Alemanha, no Maracanã.

A discussão teria acontecido com dois torcedores que, após um lance na primeira etapa da decisão contra a Alemanha, teriam cobrado “raça” de Neymar. Mais de uma hora depois do acontecido, com a disputa da prorrogação, pênaltis e até a cerimônia da entrega das medalhas, o jogador reconheceu os torcedores na arquibancada e foi tirar satisfação. Fonte: ESPN

Confira o vídeo abaixo:


Durou pouco o retorno de Paulo Roberto Falcão ao Internacional. Nesta segunda-feira, em comunicado publicado em seu site oficial o clube gaúcho informou que Falcão deixou o comando da equipe. O novo treinador, porém, ainda não foi anunciado.

A demissão ocorre um dia após o empate com o Fluminense, por 2 a 2, em Porto Alegre. O resultado deixou o Internacional em situação ainda mais crítica no Campeonato Brasileiro, na 13ª colocação com 22 pontos, apenas dois acima da zona de rebaixamento. A equipe não vence há 11 partidas.

“Em conversa com o presidente Vitorio Piffero, nesta segunda-feira, foi decidida a rescisão do contrato do treinador Paulo Roberto Falcão”, explicou o comunicado. “O Sport Club Internacional deseja sorte ao ídolo colorado na sequência de sua carreira”.

Anunciado como novo treinador no dia 12 de julho, Falcão havia assinado contrato até junho de 2017. Ele assumiu a equipe após a demissão de Argel Fucks, mas não conseguiu recolocar a equipe no caminho das vitórias. Em cinco partidas no comando do time, foram três derrotas e dois empates.

Essa foi a terceira passagem de Falcão pelo clube como treinador. Nas outras duas, porém, o resultado foi similar. Embora tenha conquistado um Campeonato Gaúcho, ele não conseguiu concluir um trabalho de consistência no time em que, como jogador, é um dos maiores ídolos da história.

Depois de deixar o Internacional em 2011, Falcão treinou o Bahia em 2012 e ficou sem trabalhar até 2015, quando aceitou o desafio de comandar o Sport. Demitido do clube pernambucano em março após perder a decisão estadual e cair nas semifinais da Copa do Nordeste, ele retornou ao Internacional em julho, de onde sai menos de um mês depois. Fonte: Correio de Uberlândia.


O São Paulo receberá uma compensação financeira com a transferência de Hulk do Zenit, da Rússia, para o Shanghai SIPG, da China, por € 55 milhões (R$ 207 milhões).

O Tricolor julga ter direito a 0,20% da negociação, ou seja, € 110 mil euros (cerca de R$ 410 mil) pelo mecanismo de solidariedade da Fifa, que paga porcentagens aos clubes formadores dos atletas em transferências internacionais.

Hulk atuou na base do São Paulo por alguns meses em 2002, quando tinha 16 anos. Antes disso, ele esteve no Vilanovense, de Portugal, e no Serrano, clube da 2ª divisão do Campeonato Paraibano, outro à espera do dinheiro pelo mecanismo. Depois do Tricolor, ele foi para o Vitória (2003 a 2004) e Kawasaki Frontale (2005), outros beneficiados pelo mesmo dispositivo da Fifa.

O mecanismo de solidariedade da Fifa paga um total de 5% das transferências internacionais aos clubes formadores, divididos entre os 12 e 15 anos (0,25% por temporada), e 16 e 23 anos (0,5% por temporada). Fonte: Globo Esporte.