O sociólogo Agenor Gasparetto, do Instituto Gasparetto de Pesquisas divulgou nota à imprensa nesta quarta-feira (28), em que reage ao uso de seu nome por candidatos que divulgaram pesquisas sem registro e de resultado duvidoso atribuídas à sua empresa. Um dos mais respeitados profissionais da área na Bahia, Agenor Gasparetto diz que “as diferentes versões de pesquisas eleitorais em Itabuna, que circulam na Internet e fora dela, são ilegais, são falsas e visam confundir o eleitor e a opinião pública”. A indignação de Gasparetto vem na esteira de outras reações manifestadas por jornalistas e candidatos a prefeito, como o Capitão Azevedo, da coligação Unidos Para o Progresso, que, em entrevista ao jornalista Tom Ribeiro, no Balanço Geral da TV Record Cabrália, condenou o uso de fake news, expediente que, segundo ele, tem sido muito usado na eleição de Itabuna, inclusive para disseminar números falsos de pesquisas ilegais. “Tem candidato em Itabuna espalhando fake news de pesquisas falsas e sem registro e isso mostra bem o caráter desse candidato”, afirmou Azevedo na entrevista. Ainda na nota, Agenor Gasparetto deixou claro que não registrou pesquisa eleitoral de Itabuna e que qualquer número que seja divulgado sem esse registro é ilegal e não merece crédito e fez menção às famigeradas fake news tão combatidas por quem quer uma eleição limpa e séria. “Mais uma vez, [Gasparetto] reafirma que o Instituto somente consentirá com veiculação de resultados de suas pesquisas apenas e exclusivamente quando devidamente registradas na Justiça Eleitoral. Não havendo esse registro, como é o caso, a veiculação é ilegal, sem consentimento, não merecendo crédito o conteúdo veiculado assim como quem difunde fake news usando o seu nome”.(RBN)


Um ciclone com características subtropicais deve alterar as condições meteorológicas em vários pontos do país, provocando fortes chuvas e rajadas de vento. Em virtude do fenômeno, a Marinha do Brasil emitiu nesta segunda-feira (26) alertas de perigo de tempestade para os três estados do Sul e para Mato Grosso do Sul. Já para Bahia e Minas Gerais, o aviso é de perigo de chuvas intensas.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), nas últimas horas deste domingo (25), o ciclone ganhou força, sendo classificado como Tempestade Subtropical Mani. No município de Marilândia, foi registrado um volume pluviométrico 169,8 milímetros (mm), entre a manhã do último sábado (24) e a manhã de ontem, valor muito acima da média mensal, que é de 96,7 mm. Em Vitória, o total foi de 80,2 mm. Leia Mais…


Imagem ilustrativa

Mais uma arma para inibir a boca de urna e os crimes eleitorais será usada pela Polícia Federal nas eleições municipais. A Delegacia da PF em Ilhéus, que atende a região sul da Bahia, vai utilizar drones para fiscalizar as eleições em Ilhéus e Itabuna e demais municípios abrangidos pela regional. O anúncio foi feito na ultima sexta-feira (23) pela PF na região sul. Haverá simulação de operação do drone, na sede da Delegacia da PF em Ilhéus, na próxima terça (27), às 10 horas. Os drones irão sobrevoar as zonas eleitorais ajudando a fiscalizar e combater crimes como boca de urna e transporte de eleitores. “Tais equipamentos, capazes de se tornar imperceptíveis ao voar, possuem câmeras com zoom suficiente para identificar suspeitos, placas de veículos, entregas de santinhos ou situações de compra de votos, com bastante nitidez”, informa a regional da PF em Ilhéus.

As imagens capturadas serão transmitidas instantaneamente para a equipe de monitoramento que adotará as medidas cabíveis, conforme as atividades suspeitas. Assim, diante de algum flagrante de crime eleitoral, os policiais se deslocarão imediatamente ao local indicado para prender os suspeitos, que serão conduzidos para a Delegacia de Polícia Federal em Ilhéus. O uso de drone visa, também, evitar a presença física dos policiais nas seções eleitorais em tempos de pandemia. ELEIÇÕES 2020 O primeiro turno das eleições municipais de 2020 está marcado para o dia 15 de novembro. No sul da Bahia, nenhum município tem mais de 200 mil eleitores. Por isso, somente haverá primeiro turno na região. Em todo o estado, apenas Salvador, Feira de Santana e Vitória da Conquista têm colegiado superior a 200 mil votantes. Fonte: Ubaitaba Urgente


Uma gatinha de poucos meses testou positivo para o novo coronavírus em Cuiabá (MT) e é o primeiro animal de estimação diagnosticado com a Covid-19 no Brasil. De acordo com o jornal O Globo, ela contraiu a doença dos seus tutores neste mês, e até então está assintomática. Quem detectou a presença do vírus na gata foi a pesquisadora Valéria Dutra, professora da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT), em Cuiabá, por meio do exame mulecular de PCR. No Brasil, ainda estão sendo estudadas a possível infecção de um cachorro e de outro gato. A descoberta alimenta a investigação sobre a hipótese de humanos poderem contaminar animais e vice-versa. Isso geraria uma cadeia maior de transmissão. “No caso do gato é ainda mais complexo do que no do cão porque gatos que moram em casas muitas vezes saem de seu domicílio livremente”, afirma Valéria. De acordo com a cientista, pessoas que estão com Covid-19 devem se isolar de seus bichos de estimação. Na China, um laboratório detectou ser possível que felinos transmitam a doença entre si. Não foi identificada, porém, a probabilidade de isso ocorrer. O mundo registrou, até o momento, menos de 20 casos de cães e gatos infectados pela Covid-19. Análises indicam que os felinos são mais suscetíveis para a doença, segundo Alexandre Biondo, do Departamento de Medicina Veterinária da Universidade Federal do Paraná. Biondo coordena o laboratório que recebeu as amostras colhidas da gatinha infectada no Mato Grosso. Lá, ele vai fazer a análise diagnóstica e exames de anticcorpos. A infecção da gata ocorreu a partir de uma cadeia de contágio. A família, que foi diagnosticada com a Covid-19 após participar de uma festa, apresentou alta carga viral. Segundo Dutra, quanto maior a carga viral, maior o risco de transmissão. Em animais, essa taxa é mais baixa. (Bahia Notícias)


As inscrições para vagas remanescentes do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), referentes ao segundo semestre de 2020, serão retomadas nesta segunda-feira (26). De acordo com o Ministério da Educação (MEC), há cerca de 50 mil inscrições ainda não preenchidas nas edições de 2020 dos processos seletivos regulares do fundo.

As inscrições serão realizadas exclusivamente na página do Fies na internet. Nessa etapa, poderão se inscrever tanto os candidatos não matriculados em instituição de educação superior, como também os já matriculados, mas que buscam uma oportunidade para financiar a continuidade dos estudos.

CURSOS

Segundo o MEC, hoje e amanhã (27) a oferta será exclusivamente para os cursos de áreas do conhecimento prioritárias, como cursos de Saúde, Engenharias, Licenciaturas e Ciência da Computação.

De acordo com a Agência Brasil, as inscrições de candidatos não matriculados em instituição de educação superior poderão ser realizadas até as 23h59 do dia 3 de novembro. “E para quem já está matriculado no curso, turno e instituição para a qual deseja se inscrever para tentar o financiamento, o prazo termina às 23h59 do dia 27 de novembro”, complementa a nota divulgada pelo MEC.

A centenas de pessoas que tentaram se inscrever para as vagas remanescentes acabaram gerando instabilidade no sistema eletrônico usado para a inscrição no Fies. Diante dessa situação, o MEC optou por prorrogar o cronograma do processo de ocupação dessas vagas.

O Fies é o programa do governo federal que facilita o acesso ao crédito para financiamento de cursos de ensino superior oferecidos por instituições privadas. Criado em 1999, ele é ofertado em duas modalidades desde 2018, por meio do Fies e do Programa de Financiamento Estudantil (P-Fies).

O primeiro é operado pelo governo federal, sem incidência de juros, para estudantes que têm renda familiar de até três salários mínimos por pessoa; o percentual máximo do valor do curso financiado é definido de acordo com a renda familiar e os encargos educacionais cobrados pelas instituições de ensino. Já o P-Fies funciona com recursos dos fundos constitucionais e dos bancos privados participantes, o que implica cobrança de juros.


Beneficiários do Bolsa Família podem sacar – a partir desta segunda-feira (26) – a segunda parcela do auxílio emergencial extensão de R$ 300 ou R$ 600, para mulheres chefes de família.

Os saques serão liberados por ordem do dígito final do NIS (Número de Identificação Social). Hoje, o pagamento será feito para 1,6 milhão de pessoas com o NIS terminado em 6. No total, serão R$ 420,2 milhões a serem liberados.

Segundo a Caixa, não é possível acumular integralmente pagamentos do auxílio e do Bolsa Família. Se o valor do programa for igual ou maior que R$ 300 ou R$ 600, a pessoa receberá sempre o benefício de maior valor. Os saques do dinheiro podem ser feitos por meio do cartão do Programa Bolsa Família, Cartão Cidadão ou por crédito em conta da Caixa.


Um boto-cinza com cerca de 1,70 metro foi encontrado morto em uma praia de Ilhéus, nesta sexta-feira (23). Segundo o projeto (A)mar, que busca a preservação dos animais marinhos na região, o animal encalhou após se enrolar em uma rede de espera. É comum, para esta espécie, atingir os 2 metros, sendo que os indivíduos podem viver até aos 30 anos. É uma das menores espécies de cetáceos e sua distribuição é restrita, ocorrendo em apenas águas costeiras, baías, enseadas e estuários do oeste do oceano Atlântico, desde Honduras até o sul do Brasil. Apesar de o nome, por vezes, gerar confusão, o boto-cinza é uma espécie de golfinho. Ainda conforme o projeto, esse foi o décimo boto encontrado morto na região este ano. No mesmo dia, uma ave atobá marrom foi encontrada na praia e resgatada por ambientalistas. Segundo o projeto (A)-Mar, o animal estava com um quadro clínico de cansaço depois de enfrentar as chuvas que atingiram a região. Somente este ano, 185 animais marinhos que encalharam e morreram em Ilhéus e proximidades.(RBN)