Anunciado como instrumento de ajuda aos trabalhadores afetados pela pandemia do novo coronavírus, o saque emergencial permite a retirada de até R$ 1.045, considerando a soma dos saldos de todas as contas no FGTS. O valor abrange tanto as contas ativas quanto as inativas.

Nesta fase, o dinheiro poderá ser movimentado apenas por meio do aplicativo Caixa Tem. A ferramenta permite o pagamento de boletos (água, luz, telefone), compras com cartão de débito virtual em sites e compras com código QR (versão avançada do código de barras) em maquininhas de cartão de lojas parceiras, com débito instantâneo do saldo da poupança digital.

Liberação para saque

O dinheiro só será liberado para saque ou transferência para outra conta bancária a partir de 31 de outubro, para os trabalhadores nascidos nesse mês. O calendário de crédito na conta poupança digital e de saques foi estabelecido com base no mês de nascimento do trabalhador.


No topo dos destinos mais procurados da Bahia, Morro de São Paulo, Porto Seguro e Praia do Forte ficaram lotados neste primeiro fim de semana de reabertura turística. De acordo com as prefeituras, hotéis e pousadas destes locais fecharam a capacidade máxima entre 50% e 70% de ocupação (a depender do local), sem disponibilidade de vagas para essa véspera de feriado da Independência. A Internacional Travessias, que administra o ferry-boat, vem registrando, desde a quarta-feira (2), um fluxo intenso de veículos no terminal de São Joaquim.

Reaberta aos visitantes há apenas dois dias, a cidade de Cairu — onde ficam as ilhas de Morro de São Paulo, Boipeba, Moreré, Gamboa e Garapuá — tem 80% da sua arrecadação baseada no turismo e voltou à atividade com 182 das 217 hospedagens operando. A estimativa do município é de que 4 mil turistas deverão curtir essas localidades até o fim do feriado e a previsão é a mesma para todos os próximos finais de semana deste ano.

Com sol a pino, Porto Seguro teve um fim de semana movimentado e também atingiu marca de 50% de ocupação máxima nos hotéis. De acordo com o secretário municipal de Turismo, Paulo Magalhães, a procura foi grande e, se o decreto permitisse 70%, teria completado. “Num feriado como esse, estaríamos tranquilamente com muitos ônibus e vôos aqui, 100% de ocupação, mas nessa nova realidade temos uma limitação, que é necessária”, afirmou.

Na expectativa da prefeitura, dada a ansiedade de viajar que têm percebido nas pessoas, essa lotação máxima permitida deve se manter no próximo feriado de 12 de outubro. O secretário espera que, se daqui para lá a contaminação por covid-19 for reduzida na região, a cidade poderá avançar nas suas fases de reabertura econômica e aumentar a capacidade de ocupação de hotéis.

OUTRO DESTINOS REABERTOS NA BAHIA

Além de Morro de São Paulo e Porto Seguro, também já estão reabertos à visitação turística os destinos das cidades de Mata de São João (Praia do Forte, Imbassaí, Diogo e Costa do Sauípe), Itacaré, Santa Cruz Cabrália, Maraú, Prado, Caravelas e Mucugê.

O município de Lençóis, na Chapada Diamantina, estava previsto para reabrir no 1º dia de setembro, mas a prefeitura preferiu adiar e a cidade permanecerá fechada, sem previsão de reabertura. De acordo a gestão, o adiamento se deu principalmente por causa do aumento de casos suspeitos de covid-19 na cidade e também devido à necessidade de aprovação de um projeto de lei que prevê multas para quem descumprir as medidas de restrição relacionadas à pandemia.

A Secretaria de Turismo da Bahia (Setur) informou que está construindo um protocolo unificado para retomada das atividades turísticas dos 34 municípios que compõem a Chapada Diamantina. A cidade de Mucugê, no entanto, antecipou a reabertura.

Com o transporte intermunicipal suspenso na Rodoviária de Salvador para cidades situadas num raio a mais de 100 Km, a movimentação atual no terminal tem sido, em média, de 950 passageiros por dia, o que dá cerca de 6,6 mil pessoas no último mês. Em setembro do ano passado, 269 mil passageiros passaram pela rodoviária e, se a abertura for mantida para as linhas que operam atualmente, a expectativa é que em torno de 29 mil irão passar por lá, segundo dados da Agência Estadual de Regulação de Transportes da Bahia (Agerba). Confira a íntegra no Correio24h.


José Maria Monção, ex-prefeito da cidade de Cocal (Piauí), admitiu ter roubado do município ao criticar a atual gestão de Rubens Vieira (PSDB). Monção afirmou: “Fui prefeito 3 vezes, sei do sofrimento. Mas também não roubei o tanto que esse aí roubou, não. Esse é descarado, tá afundando o Cocal”.

A declaração foi feita na convenção do MDB realizada neste domingo (6.set.2020). O ex-prefeito pedia votos para o candidato do partido à prefeitura, o médico Cristiano Brito.

A declaração foi recebida com risadas e aplausos. Monção admitiu “até ter tirado alguma coisa, dado para os pobres”. E depois acrescentou, rindo: “Se eu fui preso, tem 1 motivo”. 

O ex-prefeito disse ainda que “político rouba, mas rouba para dar para o povo. É difícil o cara roubar para si” –comportamento que o atual prefeito teria adotado, de acordo com Monção.

PROBLEMAS COM A LEI

Monção foi preso preventivamente em 2009, suspeito de participar do desvio de R$ 2,6 milhões do Fundeb (Fundo de Educação Básica). Ele também foi detido em 2015 por falsificar documentos da Câmara Municipal em meados de 2010 para aprovar as contas da sua gestão como prefeito e poder concorrer como deputado na eleição daquele ano. A pena foi convertida em serviços comunitários.

Fonte: Poder360


A maioria (72%) dos entrevistados em levantamento do Ibope só quer que as aulas presenciais sejam retomadas quanto uma vacina contra a Covid-19 estiver disponível. A pesquisa foi contratada pelo jornal O Globo, que divulgou os dados nesta 2ª feira (7.set.2020). Foram entrevistados 2.626 brasileiros com mais de 18 anos e das classes A, B e C, de 21 a 31 de agosto, por meio do painel de internautas do Ibope. A amostragem representa 70% da população. A margem de erro é de 2 pontos percentuais. O nível de confiança do levantamento é de 95%.(O Globo)


Com a forte demanda da China por alimentos, a consolidação do câmbio no patamar de R$ 5,30 está pressionando os preços dos alimentos para os brasileiros. Isso já faz os economistas revisarem para cima as projeções de inflação do ano e provoca uma queda de braço entre supermercados e fornecedores para tentar frear os repasses, num momento em que o consumo está fraco.

“A minha expectativa era de que a inflação ao consumidor ficasse até abaixo de 2%. Agora estou revendo para 2,3%, estou chegando no piso da meta”, diz o economista André Braz, coordenador do Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Getúlio Vargas. O economista Fabio Silveira, sócio da MacroSector, que antes projetava inflação do ano em 2,7%, está revendo para 3,3% por causa da alta da comida.

Segundo a Associação Brasileira de Supermercados, a alta tem sido generalizada e repassada pelas indústrias e fornecedores. “A partir do final de agosto, começamos a perceber uma elevação muito grande nas tabelas, na faixa de 20% para óleo de soja e arroz”, diz o presidente da Associação Paulista de Supermercados (Apas), Ronaldo dos Santos.

Ele conta que o setor também procurou o Ministério da Agricultura para tentar retirar tarifas de importação, especialmente do arroz, de 8%. Mas a decisão do ministério, segundo Santos, foi não mexer, por enquanto na alíquota. Santos diz que no momento não vê risco de desabastecimento e que o setor recorreu ao governo porque não quer ser responsabilizado pelas altas de preços. “Compramos e repassamos.” As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


Uma expedição de monitoramento avistou 72 baleias no período de cinco dias no litoral baiano, entre Salvador e Itacaré, no Sul do estado. Segundo o Projeto Baleia Jubarte, 18 eram filhotes. Segundo o G1, a expedição saiu da capital baiana com destino ao litoral do Espírito Santo. Não foi informado quando a viagem foi iniciada.
Além de observar as baleias, a equipe também vai catalogar e colher material para pesquisas. De acordo com o projeto, a estimativa é que cerca de 20 mil baleias vivam no mar brasileiro. Em todo ano, as baleias migram da Antártida para a costa brasileira em busca de águas mais quentes para acasalar e ter os filhotes. O arquipélago de Abrolhos, no extremo Sul da Bahia, é considerado o berçário da espécie.
Ainda segundo o projeto, os pesquisadores vão fazer um levantamento sobre como a pandemia do coronavírus pode ter afetado as populações de baleias, apesar de elas não contraírem a Covid-19. Eles também vão fazer um documentário sobre a viagem. O itinerário prevê paradas em Morro de São Paulo, Barra Grande, Itacaré, Ilhéus, Porto Seguro, Cumuruxatiba e Caravelas.
Fonte: Bahia Notícias


A procura por leitos aumenta em Ios.

Nas últimas 24h, aumentou para 68, o número de pacientes internados na Unidade de Terapia Intensiva, devido ao agravamento em decorrência do novo coronavírus. De acordo com o ultimo boletim epidemiológico divulgado na noite deste domingo (06) pela secretária municipal de saúde, 09 pessoas foram encaminhadas para UTI dos hospitais da Cidade. De um total de 75 leitos, Ilhéus dispõe nesse momento de apenas 07, para atender pacientes de toda a região.

Por outro lado, há 04 dias não se registra casos de óbitos. Ainda de acordo com a SESAU, 5.745 pessoas já estão recuperadas, 315 ainda cumprem isolamento domiciliar e 148 pessoas aguardam resultado do exame. Se for necessário sair, use máscara de proteção, utilize álcool em gel e respeite o distanciamento e evite aglomerações. (Fábio Roberto Notícias)