A Prefeitura de Itacaré, em parceria com os conselhos municipais de Segurança e Turismo, Sindicato Patronal de Hotelaria e Alimentação e Polícia Militar, continua com a campanha de conscientização e distribuição de máscaras, como forma de orientar a todos sobre a importância de combater o coronavírus. E nesta quarta-feira a equipe de combate ao Covid 19 visitou as comunidades ribeirinhas da Povoação e localidades no entorno, passando por cada uma das casas, orientando os moradores sobre as medidas de proteção e ainda distribuindo máscaras para as famílias.
De acordo com o prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, o objetivo desse trabalho é conscientizar toda a comunidade, dos bairros e da zona rural, sobre o uso correto de máscaras como forma de preservar a vida de quem se ama, além de fiscalizar pessoas físicas e estabelecimentos comerciais para que a legislação seja cumprida. Esta semana o trabalho foi desenvolvido também na comunidade da Associação Assentamento Pancada Grande e nesta sexta-feira a equipe visitará as comunidades dos bairros da Ribeirinha, Porto de Trás e Marimbondo.


A ação de conscientização já foi realizada em bairros como o Centro, Porto de Trás, Marimbondo, Passagem, Pituba, Bairro Santo Antônio, Marambaia e várias outras comunidades. O prefeito Antônio de Anízio informou que as ações de conscientização vão continuar nos mais diversos bairros e distritos, como forma de preservar vidas e mostrar como se proteger contra o Covid 19. O trabalho consiste na vista aos comércios e ruas dos bairros orientando a comunidade, comerciantes, comerciários e consumidores sobre o uso correto das máscaras como forma de evitar a proliferação do coronavírus e salvar vidas.


O trabalho de vacinação dos idosos contra a gripe já começou em todo o município. E a Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria Municipal de Saúde, está realizando a vacinação dos idosos nas residências, evitando que eles saiam de suas casas por conta dos riscos de contraírem o coronavírus. Para isso foi elaborado um cronograma especial para atender a todos os idosos do município, da sede, dos distritos e postos volantes na zona rural, além da barreira sanitária. A orientação é para que fiquem em casas que os vacinadores vão até eles pata fazer a imunização.

De acordo com o cronograma de vacinação, nesta terça-feira(24) está sendo feito o trabalho de vacinação dos idosos nas ruas Magali, Passagem e Vila Judite, no bairro da Passagem, ruas Principal e Alegria, no Bairro Novo, ruas do Campo, João de Souza, Rui Barbosa, João Coutinho, 31 de Março, Pituba II e III no centro de Itacaré, e ainda nas ruas do Comércio e João Coutinho de Taboquinhas.

Na quarta-feira o trabalho continua nas ruas ACM, Georgina Marques, Miguel Andrade, Massaranduba, Rua do Campo e Estrela do Mar, no bairro da Passagem, Rua da Linha, no Bairro Novo, ruas Leonardo Setúbal, Leonardo Magalhaes, Angelim e Ataíde Setúbal, no Centro, e na Rua São Borges, em Taboquinhas. Na quinta-feira o trabalho continua nas ruas Leonardo Setúbal, no Abrigo de Idosos, Rua do Forte, Joaquim Vieira, Rua da Rodoviária, Alto da Telebahia e Portelinha, praça Santos Dumont, Orla e rua Pedro Longo. Em Taboquinhas será na Rua Nova. Também será feita a imunização contra a gripe para os idosos da Marambaia e do Cachimbo Seco.

Já na sexta-feira a vacinação contra a gripe será Porto de Trás, Baixa da Gia, Rua do Corote, Rua do Dendê e Loteamento Conchas do Mar. Em Taboquinhas o trabalho será na Portelinha. Já na segunda-feira a equipe de vacinação vai atender aos idosos do Marimbondo, Nova Brasília, Ru do Miranda, Travessas 1,2,3 do Bairro Novo e Rua do Canal. Ainda durante a próxima semana o cronograma de vacinação vai continuar para atender a todos os bairros, distritos e comunidades rurais de Itacaré.

De acordo com o prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, a iniciativa de vacinar os idosos em suas residências tem como objetivo proteger contra a gripe e ao mesmo tempo evitar que eles se desloquem para as unidades de saúde, correndo riscos de contraírem o coronavírus. “É importante que todos permaneçam em casa e em especial os idosos, por esse motivo é que esse ano vamos fazer diferente, vacinando essas pessoas nas suas próprias residências, sem que precisem sair”, reafirmou o prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio.

Neste ano, o Ministério da Saúde mudou o início da campanha, de abril para março, para proteger de forma antecipada os públicos prioritários contra os vírus mais comuns da gripe. A vacina contra influenza não tem eficácia contra o coronavírus, porém, neste momento, irá auxiliar os profissionais de saúde na exclusão do diagnóstico para coronavírus, já que os sintomas são parecidos. E, ainda, ajuda a reduzir a procura por serviços de saúde. Estudos e dados apontam que casos mais graves de infecção por coronavírus têm sido registrados em pessoas acima de 60 anos, grupo que corresponde a 20,8 milhões de pessoas no Brasil. Por isso, a primeira etapa da campanha contempla esse público.

A etapa seguinte da campanha terá início no dia 16 de abril com objetivo de vacinar doentes crônicos, professores (rede pública e privada) e profissionais das forças de segurança e salvamento. A última fase, que começa no dia 9 de maio, priorizará crianças de 6 meses a menores de 6 anos, pessoas com 55 a 59 anos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas com deficiência, povos indígenas, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade.


A Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria de Saúde inicia nesta segunda-feira (23/) a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe. Nesta primeira etapa, os públicos prioritários são idosos e trabalhadores da saúde. Serão realizadas mais duas etapas em datas e para públicos diferentes. Mas a orientação da Secretaria Municipal de Saúde é que os idosos não procurem os postos, mas sim permaneçam em casa que os vacinadores vão até suas residências.

De acordo com a Prefeitura de Itacaré, a medida tem como objetivo proteger os idosos contra a gripe e ao mesmo tempo evitar que eles se desloquem para as unidades de saúde, correndo riscos de contraírem o coronavírus. “É importante que todos permaneçam em casa e em especial os idosos, por esse motivo é que esse ano vamos fazer diferente, vacinando essas pessoas nas suas próprias residências, sem que precisem sair”, reafirmou o prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio.

Neste ano, o Ministério da Saúde mudou o início da campanha, de abril para março, para proteger de forma antecipada os públicos prioritários contra os vírus mais comuns da gripe. A vacina contra influenza não tem eficácia contra o coronavírus, porém, neste momento, irá auxiliar os profissionais de saúde na exclusão do diagnóstico para coronavírus, já que os sintomas são parecidos. E, ainda, ajuda a reduzir a procura por serviços de saúde. Estudos e dados apontam que casos mais graves de infecção por coronavírus têm sido registrados em pessoas acima de 60 anos, grupo que corresponde a 20,8 milhões de pessoas no Brasil. Por isso, a primeira etapa da campanha contempla esse público.

A etapa seguinte da campanha terá início no dia 16 de abril com objetivo de vacinar doentes crônicos, professores (rede pública e privada) e profissionais das forças de segurança e salvamento. A última fase, que começa no dia 9 de maio, priorizará crianças de 6 meses a menores de 6 anos, pessoas com 55 a 59 anos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas com deficiência, povos indígenas, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade.

Para viabilizar a campanha, o Ministério da Saúde investiu R$ 1 bilhão na aquisição de 75 milhões de doses da vacina. Até o momento, a pasta enviou aos estados 15 milhões de doses e mais 4 milhões serão distribuídas até o final de março. A vacina, composta por vírus inativado, é trivalente e protege contra os três vírus que mais circularam no hemisfério sul em 2019: Influenza A (H1N1), Influenza B e Influenza A (H3N2).


O Hospital de Itacaré já conta com novas instalações, que foram reformadas, ampliadas, equipadas e já estão em pleno funcionamento, atendendo a comunidade. As obras estão sendo realizadas pelo Governo do Estado da Bahia, em parceria com a Prefeitura de Itacaré. Nessa etapa foram reformadas a recepção, o consultório médico, a sala de estabilização, sala de medicação e curativos e realizados serviços no acesso, fachada e também no estacionamento. E além da reforma, as salas ganharam novos móveis, equipamentos e monitores de estabilização.

De acordo com o prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, as obras da segunda etapa de reforma e ampliação do hospital vão continuar nos próximos dias, com a requalificação das enfermarias e instalação de ar condicionados em todos esses espaços, instalação das TVs e reforma da sala de cirurgias e de parto e vários outros serviços. As obras contemplam ainda a melhoria das acomodações para os profissionais e implantação da nova cozinha e refeitório. O objetivo, segundo o prefeito, é garantir um atendimento cada vez melhor para os itacareenses e turistas.

Além da reforma, o Hospital de Itacaré ganhou novos móveis e equipamentos. Nessa etapa foram entregues novos armários vitrines, suportes para soros, estantes de aço, televisores, negatoscópio, monitores multiparamétricos, condicionadores de ar, armários roupeiros, oxímetros, laringoscópio pediátrico, estetoscópio, escadas de degraus, cadeiras de rodas e diversos outros equipamentos para melhor atender aos pacientes.

Para o prefeito, a desapropriação do hospital, transformando definitivamente numa unidade pública, foi uma grande conquista para todos os itacareenses, pois a partir daí foi possível iniciar a reforma e ampliação desse importante equipamento e oferecer um atendimento cada vez melhor para os itacareenses e visitantes. Outro grande avanço é que o município vai receber não somente um hospital bem equipado, mas também uma nova ambulância, através de uma emenda do deputado federal Ronaldo Carletto.

Fundada em 1970, a Fundação Hospitalar de Itacaré, entidade mantenedora do hospital, vem prestando ao longo desses anos relevantes serviços na área de saúde. Nesse período, mesmo sem ser da rede pública, a entidade contava com o apoio da Prefeitura de Itacaré, que vinha garantindo o funcionamento do hospital com a aquisição de equipamentos, materiais, médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e serviços gerais, além das despesas com água, energia e manutenção.


A Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo começou na última segunda-feira nas unidades de saúde de Itacaré. E esse ano dois grupos de pessoas estão no alvo da nova campanha. O primeiro grupo é formado por crianças de seis meses até menores de 5 anos, cuja a vacinação vai desta segunda-feira até 25 de outubro, com o Dia D no dia 19.

Como parte dessa primeira etapa de vacinação, os pais ou responsáveis devem encaminhar as crianças para os postos de saúde do Centro, Passagem, Bairro Novo e também no Posto de Saúde do distrito de Taboquinhas. E no decorrer do mês haverá a vacinação com a equipe itinerante e nos postos de saúde da zona rural. Já no Dia D, que acontecerá no dia 19, será disponibilizada a vacina em todos os postos da sede e da zona rural, além de postos volantes.

O segundo grupo, com faixa etária de 20 a 29 anos e que não estão com a caderneta de imunização em dia, a vacinação está prevista para iniciar no dia 18 de novembro. A meta do Ministério da Saúde é vacinar 2,6 milhões de crianças na faixa prioritária e 13,6 milhões adultos. Para isso, a pasta garantiu a maior compra de vacinas contra o sarampo dos últimos 10 anos. Ao todo, 60,2 milhões de doses da tríplice viral foram adquiridas para garantir o combate à doença nos municípios.


Dados divulgados pelo boletim epidemiológico da Secretaria Estadual da Saúde (Sesab) nesta segunda-feira (2) apontaram crescimento de 667% em casos de dengue na Bahia de janeiro a agosto em comparação com o mesmo período do ano passado. O levantamento apontou a notificação de 56.342 casos prováveis (excluídos os descartados), com coeficiente de incidência de 380,4 casos para cada 100 mil habitantes.

Dentre os casos prováveis, 18.801 (29,8%) foram categorizados como dengue clássico, 1.549 casos (2,4%) como dengue com Sinais de Alarme (DCSA), 82 (0,1%) como dengue grave e 10.205 casos (16,1%) permanecem em investigação – outros 25.705 casos (40,7%) foram classificados como inconclusivos.


O Programa “Quinta Sem Mosquito” continua nos mais diversos bairros de Itacaré, com o objetivo de combater os focos do mosquito da dengue e conscientizar as comunidades sobre a importância de ajudar para evitar a doença. E nesta quinta-feira, dia 02, o trabalho será realizado na Vila Marambaia, no quilômetro 06. A proposta desse trabalho é orientar os moradores sobre os sintomas da dengue e as ações que devem ser adotadas pela própria comunidade para eliminar os potenciais criadouros do mosquito Aedes Aegypti

Na última quinta-feira, dia 25, foi realizado o trabalho no bairro do centro, onde os agentes de endemias distribuíram materiais informativos e recolheram objetos focos da dengue. Também foram feitas palestras na Unidade Básica de Saúde da rua João de Souza abordando o que é a dengue, sinais e sintomas e como prevenir, solicitando o apoio da população para que cada um faça sua parte.