Gasparetto denuncia pesquisas falsas utilizando seu nome.

 

O sociólogo Agenor Gasparetto, do Instituto Gasparetto de Pesquisas divulgou nota à imprensa nesta quarta-feira (28), em que reage ao uso de seu nome por candidatos que divulgaram pesquisas sem registro e de resultado duvidoso atribuídas à sua empresa. Um dos mais respeitados profissionais da área na Bahia, Agenor Gasparetto diz que “as diferentes versões de pesquisas eleitorais em Itabuna, que circulam na Internet e fora dela, são ilegais, são falsas e visam confundir o eleitor e a opinião pública”. A indignação de Gasparetto vem na esteira de outras reações manifestadas por jornalistas e candidatos a prefeito, como o Capitão Azevedo, da coligação Unidos Para o Progresso, que, em entrevista ao jornalista Tom Ribeiro, no Balanço Geral da TV Record Cabrália, condenou o uso de fake news, expediente que, segundo ele, tem sido muito usado na eleição de Itabuna, inclusive para disseminar números falsos de pesquisas ilegais. “Tem candidato em Itabuna espalhando fake news de pesquisas falsas e sem registro e isso mostra bem o caráter desse candidato”, afirmou Azevedo na entrevista. Ainda na nota, Agenor Gasparetto deixou claro que não registrou pesquisa eleitoral de Itabuna e que qualquer número que seja divulgado sem esse registro é ilegal e não merece crédito e fez menção às famigeradas fake news tão combatidas por quem quer uma eleição limpa e séria. “Mais uma vez, [Gasparetto] reafirma que o Instituto somente consentirá com veiculação de resultados de suas pesquisas apenas e exclusivamente quando devidamente registradas na Justiça Eleitoral. Não havendo esse registro, como é o caso, a veiculação é ilegal, sem consentimento, não merecendo crédito o conteúdo veiculado assim como quem difunde fake news usando o seu nome”.(RBN)


Comentários

Os comentários estão fechados.