Itacareense sonha seguir uma carreira esportiva em Mato Grosso, após inauguração de Centro Esportivo.

Alunos de várias partes de Mato Grosso deixaram para trás a vida nas suas antigas cidades para estudar na Escola Estadual Governador José Fragelli, a Arena da Educação, inaugurada nesta quinta-feira (04.05) em Cuiabá, motivados pelo sonho de seguir uma carreira esportiva. Esse é o caso da aluna Letycia Costa Ruiz, de 15 anos, que morava em Nova Ubiratã (502 km da capital) e, quando soube do projeto da Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) – inédito no país – não mediu esforços para fazer parte da iniciativa.

Letycia está cursando o 1° ano do Ensino Médio e a modalidade esportiva que escolheu praticar é o futsal. Ela conta que há muitos anos pratica o esporte, principalmente na rua, com os amigos. “Na minha antiga escola, que era particular, não tínhamos nenhuma prática esportiva e eu sentia muita falta disso. Quando queria jogar, tinha que ir para a rua”, lembra a estudante. Mas, para chegar onde está, escolheu enfrentar a distância da mãe, que vive em Nova Ubiratã. “Aqui eu sinto que tenho a oportunidade de aprender e de seguir carreira como jogadora de futsal”.

O estudante Ravielly da Silva Oliveira, 15 anos, também veio de longe para encontrar em Cuiabá o caminho ideal para alcançar seu sonho. Natural de Itacaré, na Bahia, mudou-se recentemente com a mãe e os irmãos em busca de uma vida melhor. Há cerca de um ano, começou a praticar judô nas dependências de uma igreja no bairro Nova Esperança, em Várzea Grande, por meio de um projeto realizado pela comunidade local.

De lá para cá, o judoca já conquistou títulos de 1°, 2° e 3° lugares em campeonatos regionais e, agora, treinando todos os dias, espera chegar aos campeonatos nacionais. “Estou gostando muito de estudar aqui, porque nunca tinha visto uma escola com essa estrutura. O que acho mais legal é que vamos ficar na história da Arena da Educação como os primeiros alunos a estudarem aqui”, diz Ravielly.

Os alunos Lucas Vieira da Costa, 15, e Andressa Serra Oliveira, 12, ambos de Cuiabá, decidiram estudar na Arena da Educação também para focar nas habilidades esportivas. Lucas pratica natação desde os 10 anos de idade e era bolsista em uma escola particular da capital, onde treinava semanalmente para participar de competições estaduais.

Quando soube da criação de uma escola voltada para o esporte, Lucas não teve dúvidas do que queria. “Eu quis vir para cá, primeiro porque aqui temos a única piscina olímpica de Mato Grosso e dessa forma eu posso praticar todos os dias. Antes eu treinava em uma piscina semiolímpica (de 25 metros). A sensação de nadar na piscina que eu vou competir é muito boa”, brinca. “Eu espero que a escola me ajude a realizar o sonho de ganhar o campeonato brasileiro de natação, mas sei que isso depende primeiramente de mim e da minha força de vontade”.

HOMENAGEM – Embora ainda não tenha muita experiência no basquete, Andressa escolheu a modalidade em homenagem à mãe, que foi jogadora na adolescência. A estudante também estudava em uma escola particular de Cuiabá, quando ficou sabendo da Arena da Educação. “Por ser integral e dedicada ao esporte, tive a certeza de que queria vir para cá e essa experiência tem sido diferente de tudo que já vivi nas escolas onde estudei”, relata.

Para a menina de 12 anos, o esporte é a melhor forma de ter bom desempenho em sala de aula e fora dela também. “A gente aprende sobre educação, respeito, saúde, força de vontade e tudo isso apenas praticando esportes. Estudar aqui está sendo do jeito que eu imaginei que iria ser”, afirma Andressa.

Hoje a Arena da Educação conta com 315 alunos matriculados nos 7°, 8° e 9° do Ensino Fundamental e Ensino Médio e dez modalidades esportivas: basquete, atletismo, skate, tênis de mesa, xadrez, futsal, luta olímpica, judô, natação e vôlei de praia.

PROCESSO SELETIVO

Para ingressar na Arena da Educação, os alunos se inscreveram e passaram por avaliações de medidas e testes de aptidão física, sob a coordenação do Laboratório de Estudos Aplicados em Pedagogia do Esporte, da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat). O resultado final é dado após um cálculo matemático baseado no desempenho de cada estudante. Todas as vagas para este ano letivo já foram preenchidas.

Fonte: Site Savio Pereira


Comentários

Os comentários estão fechados.