Mascarado invade velório e atira no rosto do morto envolvido na execução de PM em Ilhéus.

Um homem encapuzado invadiu o velório e atirou no corpo de Danilo José Silva Santos, acusado de ter participado da morte do policial militar Tyrone Thomas de Aquino, em Ilhéus. O velório acontecia em uma igreja no bairro Teotônio Vilela. Após atirar, o mascarado deixou um bilhete sobre o caixão: “Isso foi só um aviso. Se o corpo for velado aqui na igreja ou no Vilela, nós vamos fazer pior”. Na madrugada desta segunda-feira (24), Danilo foi preso na BR-101 tentando fugir para Salvador. Apresentado na 7ª Coorpin negou a participação no homicídio de Tyrone. Segundo informações policiais, Danilo tinha acabado de deixar a Delegacia de Polícia, acompanhado de sua esposa, identificada como Cristina Soares, quando foi abordado e executado por homens encapuzados. A esposa do meliante também foi alvejada e está internada no hospital Regional Luiz Viana Filho, em estado grave. Cristina é mãe de Adailton Soares dos Santos, vulgo “Dai” (um dos líderes do Raio A e recluso no Conjunto Penal de Itabuna), apontado por Danilo como sendo o mandante do homicídio de Tyrone.

Danilo José Silva Santos foi morto a tiros, por volta das 22h da noite desta segunda-feira (24), na Avenida Princesa Isabel, em Ilhéus.

Comentários

Os comentários estão fechados.