Prefeitura de Itacaré continua com o trabalho desinfecção das ruas.

Itacaré foi a primeira cidade brasileira a realizar o trabalho de desinfecção das ruas da sede e dos distritos e a iniciativa serviu de exemplo para os mais diversos municípios do Brasil. Iniciado na última sexta-feira, numa ação conjunta da Prefeitura de Itacaré e o Conselho Municipal de Saúde, o trabalho continua na sede da cidade e no distrito de Taboquinhas com a proposta de diminuir as formas de contaminação do coronavírus. O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, informou que a desinfecção será feita constantemente, sem prazo para ser concluído, permanecendo enquanto continuar essa pandemia da doença em todo o Brasil.

O trabalho de desinfecção conta com a participação de oito agentes comunitários de saúde, devidamente equipados, que estão realizando a pulverização utilizando água com hipoclorito em alta concentração e detergente. Nessa etapa, tanto em Itacaré quanto em Taboquinhas, está sendo feira a desinfecção de espaços públicos como proximidades e acessos aos comércios, farmácias, centros de saúde, hospital, praças, polícia, bancos, rodoviária e outros locais.

O plano de higienização não tem prazo pra acabar, e para isso está sendo estudada a periocidade que vai ser realizado nas ruas mais movimentadas, ajudando no controle das infecções. Paralelo a esse trabalho, a Prefeitura de Itacaré já adquiriu álcool gel e outros materiais que estarão disponíveis nos órgãos públicos de atendimento para garantir muito mais segurança aos cidadãos e cidadãs.

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, alerta que mesmo com todas essas medidas de combate e de prevenção ao coronavírus, uma das maneiras mais eficazes de evitar a doença é o isolamento domiciliar De acordo com o prefeito, apesar do município não ter nenhum caso confirmado de coronavírus, é preciso que a população esteja atenta e colabore utilizando as medidas de proteção e principalmente que permaneça em casa.

Ele explica que como forma de precaução e de proteção à saúde pública foram adotadas algumas medidas, como a suspensão das aulas, fechamento de alguns estabelecimentos e suspensão de eventos públicos e particulares. Mas é preciso que a comunidade esteja atenta que essas suspensões e fechamento não significam férias, mas sim estado de alerta, tendo em vista os riscos de contaminação em locais onde existem aglomerações.


Comentários

Os comentários estão fechados.